COMPARTILHAR
Anúncios Google
FASES DO BARROCO E RETÁBULOS
Anúncios Google
 

O barroco pode ser dividido em três fases, segundo seus modelos de retábulos, construídos nas igrejas mineiras no período de 1710 a 1760.

1ª fase
Retábulo nacional português.

barrocoOcorrência: entre 1710 e 1730.
Características principais: colunas torsas (ou retorcidas) profusamente ornamentadas com motivos fitomorfos (folhas de acanto, cachos de uva, por exemplo) e zoomorfos (aves, geralmente um pelicano); coroamento formado por arcos concêntricos; revestimento em talha dourada e policromia em azul e vermelho.
Exemplo: Capela de Sant’ana, Ouro Preto, 1720

2ª fase
Retábulo joanino

barrocoOcorrência: entre 1730 e 1760.
Características principais: excesso de motivos ornamentais, com predominância de elementos escultóricos; coroamento com sanefas e falsos cortinados com anjos; revestimento com policromia em branco e dourado.
Exemplo: Matriz de Nossa Senhora do Pilar em Ouro Preto.

 

 

3ª fase
Retábulo rococó

barrocoOcorrência: a partir de 1760
Características principais: coroamento encimado por grande composição escultórica; elementos ornamentais baseados no estilo rococó francês (conchas, laços, guirlandas e flores); revestimento com fundos brancos e douramentos nas partes principais da decoração. Sofre influência do estilo francês dominante na Europa a partir da segunda metade do século XVIII. No Brasil, o rococó é uma das fases do barroco, por ter se desenvolvido paralelamente à sobrevivência desse estilo.
Exemplo: Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto

Cristina Ávila

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *